segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Marionetes

Sei que este não é um espaço para falar de política, mas sou brasileira, me preocupo com os rumos do país onde vivo e acabamos de ter uma importante eleição neste final de semana. Na verdade este post é apenas um desabafo, um grito na “escuridão democrática” nacional, onde o povo elege Maluf e Garotinho. Onde o povo acha engraçadinho eleger Tiririca, onde o povo vota no Color, onde o povo não sabe nem que cargos estavam sendo disputados no último domingo. Me chamem de chata por me importar com política, mas é melhor ser chata do que alienada. É melhor ser chata e votar consciente, do que votar de forma inconseqüente. O problema é que pagamos pelas escolhas mal feitas por alguns. Num país onde ainda existe trabalho escravo, Maluf anda solto, o coronelismo impera no sertão, compra-se votos em troca de saco de feijão, nada melhor do Tiririca para representar um estado sem nação. Isso mesmo, vamos continuar aceitando o voto obrigatório, os políticos “ficha suja” e vamos continuar nos preocupando mais com o time de futebol do que com nosso país. Marionetes do terceiro mundo.

EDUKATORS
Foi pensando nisso tudo que resolvi postar uma dica de filme esta semana. Trata-se do filme Edukators. Ele com certeza está na minha lista de melhores filmes. Nele, três amigos invadem casas de ricos quando eles não estão e trocam objetos e móveis de lugar, deixando apenas um bilhete escrito: “Você tem demais”. Eles se chamam de “Os educadores” e tudo corre bem, até que um dia um morador volta antes do tempo e eles são pegos em flagrante. A partir daí o filme se desenrola de forma bastante instigante e inesperada. Bons atores, ótima trilha sonora e roteiro bem afiado. Quem ainda não viu, mas também se incomoda com muita coisa por aí, veja, pois vai gostar.

Link para o trailer: http://www.youtube.com/watch?v=UyT8bEa4XYA

4 comentários:

  1. Pois é, e quando tentamos votar o mais conscientes possível, nenhum dos candidatos que escolhemos é eleito... o povo prefere ficar mais 4 anos sem saber o que é um Deputado Federal (como diz o slogan do Tiririca), e por aí vai...

    ResponderExcluir
  2. Oi, xará!

    Muito bom seu desabafo. Gosto muito de blogs assim, livres... sem amarras a um tema específico. Gosto de saber o que as pessoas pensam, ainda mais pessoas inteligentes como vc.

    Dorei a indicação do filme, acho que vi o trailler há um tempo atrás, mas sou mega preguiçosa prá ir ao cinema... vou ver se pego na locadora, rsrs.

    Bjão!

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline!

    Você não está só, eu também acompanho e me importo sim com política, estou indignado com esse bando de artistas frustrados e sem sucesso que conseguem entrar na política. pior ainda, tu viu o debate? eu não vou defender aqui nenhum partido, mas a Dilma o que foi aquilo? totalmente insegura, sem opinião, gaguejante. aff....

    Parabéns pelo post e obrigado pela indicação, verei assim que puder. :)

    Beijão!!

    ResponderExcluir
  4. esse filme é digno do terrorismo poetico que tanta hakim bey pregava. arte como crime.crime como arte!

    fellini ?

    ResponderExcluir