segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Odeio

Odeio quando fica nervoso
Odeio quando me faz chorar
Odeio quando dirige sem cinto
Odeio quando não recebo sua ligação

Odeio querer tanto te beijar
Odeio querer tanto te abraçar
Odeio não conseguir respirar sem você
Odeio quando me visita nos sonhos, mas não está por perto.

Odeio olhar para você e sentir meu coração acelerar
Odeio quando me beija e me faz flutuar
Odeio me sentir mais fraca só de te olhar
Odeio  ficar arrepiada só de te encostar
Odeio o fato de não conseguir te odiar.

(Aline Calamara)

3 comentários:

  1. Amor e ódio tem fronteiras tenues...
    Que isso é amor não há dúvida...e um tanto de ódio por se ver tão indefesa.
    bjos

    ResponderExcluir
  2. que lindooo..
    tenho ódios assim frequentemente. =X
    eh normal ne?
    =X
    bjins
    http://zonzobulando.blogspot.com/

    ResponderExcluir