terça-feira, 1 de novembro de 2011

Fechando a porta

Ela só conseguiu perceber o que estava acontecendo de verdade, quando ouviu ele dizer que ela devia ir embora da sua vida novo. Passou as mãos no cabelo (como era de costume) e perdeu o chão. Não imaginava que ele fosse fazer aquilo mais uma vez.  Foi então que começou a chorar. Não por ser rejeitada, mas por não poder mais amar aquele homem que ela desejava tanto. Por não poder mais falar com ele pela manhã e a noite antes de dormir. Por não saber como será sua vida daqui para frente. Por não fazer mais parte do mundo que ele habitava. Sua garganta secou, seus olhos já não enxergavam mais e seu coração parecia ter sido esmagado. Antes que ele partisse, ela tentou ficar ao lado dele o maior tempo possível, segurou seus braços, passou as mãos em suas costas e em seu rosto. Não tentou beijá-lo, pois sabia que ele não deixaria. Quando viu que não conseguiria mais protelar a despedida, ela se levantou e fez o que ele mandou. Ela foi embora da vida dele para sempre.  Ela sabia que ao fechar aquela porta pela última vez, ela teria que sobreviver para abrir outras no futuro. 

Um comentário:

  1. Lembrei de uma canção :

    "Você sorriu e me propôs
    que eu te deixasse em paz..."


    =*

    ResponderExcluir