terça-feira, 9 de abril de 2013

AMOUR - Para ver e sentir

Minha primeira postagem após esse período longe do blog será uma indicação de filme. Talvez por eu estar tão envolvida com filmes, curtas e documentários na vida pessoal, o cinema tem voltado a me atrair muito. Essa semana eu assisti ao tão aclamado filme “Amour”.

Já fazia tempo que eu queria ver esse filme. Teve cinco indicações ao Oscar, entre eles, o de melhor filme e ganhou a Palma de Ouro em Cannes. Dirigido pelo alemão Michael Hanake, o filme “Amour” conta a história de uma relação que precisa superar certas dificuldades tendo apenas o amor como arma. É um filme devastador sobre o fim de vida e do amor sem fim. Vale a pena assistir. Comovente e delicado sem ser piegas e muito menos chato como a maioria deve pensar. Um filme para ver e sentir.

Na trama conhecemos um casal chamado Anne e Georges, professores de música aposentados que tem uma filha que mora no exterior com sua família. Certo dia, Anne tem um AVC e fica com grandes sequelas, e todo o amor dessa relação (marido e mulher) é testado de forma crua e ao mesmo tempo bela pelo cineasta alemão. É comovente ver como o amor pode superar tudo, quando se tem respeito um pelo outro. Quando não se desiste por causa das dificuldades. As cenas em que Georges cuida de sua esposa Anne e tenta ao máximo manter a dignidade da amada intacta, são de emocionar qualquer um. Todos iremos envelhecer um dia e esse filme também trata dessa questão sem apelar, sem perder o ritmo.  

Para saber um pouco mais, é só clicar no link acima e assistir ao trailer legendado em português. 


2 comentários:

  1. Esse filme é foda. Fui ver achando que ia achar chato e saí do cinema emocionado. Boa dica.
    Bjs
    Marcelo M.

    ResponderExcluir