domingo, 15 de setembro de 2013

Sonhos não envelhecem

Esta semana fui surpreendida (agradavelmente) com um convite pra um reencontro dos formandos em comunicação de jornalismo e publicidade de 2003. Essa semana percebi que já se passaram dez anos. Há dez anos eu peguei meu diploma de jornalista (profissão que exerço até hoje com muito prazer, apesar dos ganhos financeiros não serem o que eu sonhava). Há dez anos joguei o chapéu para o alto e entrei no mundo “adulto”.  Ao olhar para essa foto, me lembrei de como eu era, sonhos e ideais. Muita coisa mudou. Coisas boas e coisas ruins aconteceram. Amores vieram e amores se foram. Objetivos foram alcançados e outros não. Muitos sorrisos, muitos choros, muitas alegrias e algumas frustrações. Mas o balanço geral é positivo. Muitos desta foto ainda são queridos, mesmo que distantes. A conclusão que cheguei é que não importa o quanto a vida mude e nem quanto tempo passe. Na verdade, sempre seremos aquelas pessoas com esperança e brilho nos olhos, porque sonhos não envelhecem. Os sonhos são o principal alimento da alma. Não deixe que a sua se perca.